23 de jun de 2011

Um colete, uma inspiração

Feriado, dia de chuva, fim de semana por ai, estação de inverno recém instalado, lãs a espera para serem tricotadas e muitas receitas on line...muitas.
Sempre sou da teoria, quanto mais simples mais belo. Partindo deste princípio, aqui está uma sugestão de fácil execução e que fica pronto rapidinho.
Este colete, um bonito vest que pode ser feito com uma lã grossa, ou em fio duplo tipo  Família da Pingouin ou Mollet da Círculo. Use botões diferenciados para dar um complemento à peça!
A receita encontra-se no site de receitas free da Patons, que tem peças muito bonitas!

19 de jun de 2011

Sou capaz de aprender crochê...

Verdade...sou capaz de aprender a fazer crochê com esta beleza de casaco! Olha que foram várias as tentativas de aprender a tejer com uma agulha. Minha mãe que o diga, pois tentou algumas vezes me passar os seus conhecimentos de crocheteira, mas não aderi muito às lições. Quem sabe foram as circunstâncias, e até mesmo tenho que dar uma insistida. Nunca sai do ponto correntinha e meu crochê fica sempre redondo, quando prossigo tecendo. Eu admiro muito as crocheteiras por fazerem peças maravilhosas e que o tricô não alcança em determinados trabalhos.
Agora haja paciência de minha mãe, pois vou fazer mais uma tentativa e claro quantas mais forem necesárias!
Para as crocheteiras, aqui vai a receita deste casaco maravilhoso (prometo, ainda vou fazê-lo!) e que nunca, mas nunca mesmo sai de moda! A receita está em russo...mas com gráficos e medidas que ajudam no "olhômetro" de como se faz. Como sugestão do fio a ser utilizado fica o Paratapet da Pingouin que daria um efeito interessante, pois há cores com várias tonalidades nude e marrons, mas neste modelo as combinações das cores são infinitas. 


Botões decorados

Que tal botões personalizados, quando a peça está pronta?
Achei a idéia bem interessante quando vi estes botões bordados e que transmitem toda a
delicadeza na finalização do trabalho. Lindo o cardigan  feito em ponto irlandês, com os detalhes dos botões bordados em ponto cheio, haste e nó francês - técnicas estas das bordadeiras.
Encontramos o nó francês disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=7KDSu4QC2Rg;
ponto haste http://www.youtube.com/watch?v=NxxhYfe2nRk  e  ponto reto
Peças infantis e decoração também ganham um toque todo especial, com estes botões bordados. Pode-se fazer borboletas, flores e frutas dependendo do seu gosto.






Fonte: Revista Manequim Editora Abril, Agosto de 2001.

16 de jun de 2011

Marfins e Afins

Os tons marfins e cruz, são cores que caem sempre bem nas peças feitas em tricô.
São cores neutras que inspiram leveza e que há a possibilidade de combinações diversas.
Blusas, casacos e mantas (cachecóis), ficam elegantes e sempre na moda, sendo peças coringas no guarda-roupa.
Não precisa muita sofisticação em se tratando de modelos e pontos a serem tricotados. Peças básicas, com modelos simples, são os mais belos e que toda a tricoteira iniciante faz com facilidade. Ponto arroz, musgo e o clássico meia e tricô, são os mais indicados para peças em tons nude.
Aqui estão alguns modelos que o tom marfim ganha o seu clássico espaço. São sugestões do site da Garnstudio, sempre com modelos bem diversificados e algumas com receitas em português.
http://www.garnstudio.com/lang/en/category_oversikt.php?page=1&from=0&kat=Accessory1&sort=datedesc&word=empty&tword=0









4 de jun de 2011

Casaqueto em tricô

As peças tipo casaqueto, tem sido um dos modelos chaves nas últimas coleções de Outono/Inverno.
É um modelo delicado, ideal para os dias que não está muito frio, pois trata-se de uma peça intermediária entre um casaco mais pesado e comprido e um casaco leve. Casaquetos tem a sua origem a la Chanel, que inspirou-se nos modelos masculinos e criou uma versão para as mulheres de um peça tão fina e delicada. No tricô os casaquetos são bem vindos!



Aqui vai uma sugestão de um casequeto básico, mesmo sendo uma receita em russo dá para ter uma boa noção da forma de fazê-lo. Nunca esquecendo de fazer amostras, tendo em mãos a fita métria, o número da agulha e fio que se quer tecer.




Bom tricô!