29 de jan de 2011

Deletar

Tem coisas que temos a receita e acabamos guardando várias pastas no computador, pen drive, Flickr, Picasa...e  o que a tecnologia  nos oferece,  para ficarmos simplesmente olhando os nossos 300 mil arquivos que salvamos. São receitas das mais diversas e de todos os idiomas possíveis...tem-se inúmeras receitas em russo, italiano, japonês, espanhol, francês...
Rodamos o mundo atrás de novidades, de revistas a serem baixadas e de forma até mesmo impulsiva, compramos aquela receita importada (cheia de regras para os direitos autorais posteriores, pois não podemos nem piar que temos, e pedir um pelo amor de Deus que não repassem a tal receita). Em outro momento se tivéssemos um pouquinho mais de calma, usaríamos a nossa boa e velha capacidade brasileira de adaptação.


Mas vida de tricoteira é assim mesmo, sismamos numa receita ou num modelo que tanto queremos usar, dar de presente, ou mesmo para aprimorar nossas habilidades.
Porém, vou fazer um garimpo aqui nos meus arquivos e deletar algumas coisas aqui, que não irei utilizar e nem tricotar (mesmo que eu vivesse uns 200 anos). Vou aqui tentar fazer um 5S virtual.
Porque desapegar-se é preciso!

9 de jan de 2011

Projetos para 2011

Os projetos para 2011, não incluem receitas específicas...mas acabar com o estoque de lãs e fios guardados a alguns anos...
O monte de lãs de várias combinações, cores, tendências, flocados, franzidos, peludos, com lã pura...tricoteira vai dar um fim nisto!
Fim no sentido de dar um destino e uma forma para tantos novelos... Depois eles ficarão "entocados" sem finalidade nenhuma e isto está completamento out nos dias atuais com todo pensamento auto-sustentável que a vida nos exige - deve-se lembrar dos Projetos Solidários que trabalham em prol e com o objetivo de ajuda ao outro. Consumismo tricoteiro vicia e em 2011, estou fora desta conversa. Sabe-se que as novidades são muitas neste ramo (e isto foi muito positivo, sem dúvida), mas eu tenho tudo o que preciso, e já está na hora de aproveitar o que tenho por aqui: dá até uma dó de ver tanta coisa parada e sem uso...
Mãos à obra e criatividade para funcionar e sem disperdícios!