25 de mar de 2010

Armadilhas das receitas

As maiores dificuldades que enfrentam as tricoteiras, de fato são as receitas cheias de armadinhas. Me refiro às receitas que se apresentam de forma errada. Isto é um grande problema, quando se está tricotando e os pontos não fecham, a peça fica pequena demais, ou grande demais, o ponto fantasia não corresponde ao modelo que a foto apresenta e por ai vai...


Infelizmente, são as revistas nacionais onde estão os maiores erros nas receitas. Queremos e tentamos valorizar o material nacional, afinal encontram-se modelos bem interessantes nas revitas made in Brasil. Mas como realizar uma receita que de cara percebemos que há algo estranho (e às vezes os erros são grosseiros)? Realmente fica difícil...e isto nos contraria bastante. Mais uma vez, clama-se por um espaço de mais respeito com os que tricotam neste país. O tricô aqui tem o seu público fiel e que muitas vezes improvisa por não haver acessórios no mercado...

Recorremos às revistas importadas, não porque ficamos fazendo tipo, mas as receitas estão corretas, e provalmente passam por um test-drive antes da sua publicação. Isto é sinônimo de respeito ao público que consome os produtos e receitas de tricô, onde muitas vezes irão resultar em peças, que podem gerar lucro e renda para seus realizadores.

Porisso tricoteira, fique literalmente de olho e confie mais em seu olhômetro e feeling, do que em muitas receitas que estão disponíveis por ai, ok?


  • Faça amostras sempre antes de começar a peça;
  • Veja se o fio sugerido na receita é realmente o que corresponde ao tamanho da amostra - Carreiras e número de pontos a serem montados;

  • Olhe detalhadamente a foto da peça que deseja tricotar;

  • Invente em cima da receita, sempre. Dê o seu próprio toque o seu estilo;

  • Se a receita lhe parecer estranha, busque outros recursos. A ajuda de outras tricoteiras são fundamentais, trocando opiniões sobre o modo de confeccionar;

  • E lembre-se: UMA RECEITA ERRADA, NUNCA DARÁ CERTO, POR MAIS QUE VOCÊ DESMANCHE...

  • Não se prenda e não insista nas receitas que estão erradas, pois não é você que não está sabendo tricotar;
  • A Criatividade vale mais do que mil receitas!

A imagem é meramente ilustrativa...(com esta, vou até conferir se está certinha).

5 comentários:

disse...

Muito bom post; dicas ótimas.
Eu analiso muito antes de começar uma peça; vejo tudinho e sempre vou anotando se faço alterações; o que está estranho na receita...
bjinhos

Simone disse...

Junia!!!
Seu blog é sensacional, super didático.
Eu amei e já estou sefuindo.
Continue assim com esta maravilha.
Bjs no coração

IMAGINAÇÃO & ARTES disse...

OI Colega!

Aff! Até que enfim mais uma pessoa fora eu desabafou isso! Totalmente verdade,fora as coistadas iniciantes que sofrem com essas receitas erradas.
Adorei seu blog parabéns!

tiane disse...

Olá Júnia! Você tem toda razão quanto a qualidade das nossas revistas.
Quando estava fazendo curso, aqui no Rio, na maior loja de armarinho, a maioria das alunas, um número assustador reclamava de não estar conseguindo fazer o trabalho, então nossa professora sempre diagnosticava onde estava o erro. Impressionante a falta de atenção que quem faz a revisão das receitas. Poderiam ter um pouco mais de capricho. Ela também explicou que geralmente a causa desse erro está na falta de profissionais qualificados, que peguem uma receita desde sua criação até o feitio, construção do gráfico. Cada etapa passa pela mão de um profissional diferente e por fim quem joga a imagem no pc, por não entender bulhufas, se não couber na edição simplesmente descarta uma parte e assim fechar a edição. Um número grande de artesãs não conhecem os gráficos, não sabem o que significam os símbolos, tiram as receitas de olho, ou pegando na peça.

Então, valeram todas as suas dicas!
Amei seu blog e já sou seguidora.
Um beijo.
Tiane.

Fatima Gouveia disse...

Olá junia!
Você tem toda a razão...é por esse motivo que raramente sigo uma receita de revistas,faço com as minhas ideias, e ficam sempre perfeitas.
Um beijinho
Mifá